5 de agosto de 2014

Resenha - Divergente

Título: Divergente
Autora: Veronica Roth
Editora: Rocco
Páginas: 502
Classificação: 4,5/5
Onde Comprar: Saraiva
Sinopse:
Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto.
A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é.
E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive.

Resenha:
A resenha de hoje é de um livro bem bacana de uma leitura rápida e de tirar o fôlego. Divergente é o primeiro volume de uma trilogia que já foi lançada por completo aqui no Brasil, os livros foram escritos pela Veronica Roth e eu só li o primeiro.
Em uma Chicago futurística, a sociedade foi dividia em 5 facções e elas são a base da sociedade. Ao completar dezesseis anos, os jovens têm a oportunidade de mudar de facção, mas isso implica em deixar suas famílias e passar a viver uma vida totalmente diferente da que vivem. Beatrice é da abnegação e no começo do livro ela vai fazer o teste de aptidão para saber qual seria a melhor escolha de fação para ela, mas o teste não vai muito como o esperado...
A Beatrice é uma personagem forte e eu acho que isso foi algo que me fez gostar bastante dela. Ela não é o tipo de personagem cheio de mimimi; apesar de ter um pouco disso porque né, 16 anos, aí não dá pra pedir muito, mas não há exageros e ela é bem amadurecida e decidida, não pensando só nos outros, como as mocinhas de hoje em dia pensam, mas também nela mesma e em seus interesses pessoais.
O romance entre os dois protagonistas é bem bonito, mas foi trabalhado de forma quase que forçada pela autora. Eles são um casal legal e cativante, mas o relacionamento deles acontece de forma muito rápida e a autora não trabalhou muito bem essa parte, fazendo com que essa relação entre os dois se desenvolvesse de forma brusca demais. Eles mal se viam e já estavam apaixonados um pelo outro;  isso não me incomodou muito, mas pode vir a incomodar algumas pessoas!
O ritmo da leitura é super rápido e é o tipo de livro que "tira o teu fôlego". Ele é cheio de cenas de tensão e ação, isso se deve, principalmente, ao fato da Beatrice ter escolhido a audácia como facção, ou seja, ela não vai ter muita paz durante o livro não. Sobre isso, também vale dizer que em algum momento os grandes acontecimentos ficaram em segundo plano e a rotina da Beatrice nessa nova facção começou a virar o grande foco central da trama. Isso não significa exatamente que o livro fica parado, mas é quase como. As cenas de ação acontecem mais durante o seu treinamento e as coisas vão andando de forma mais lenta, mas mesmo nessas partes ainda há ação e cenas legais, como na caça à bandeira no parque de diversões, que é uma cena espetacular!
Tem cenas incríveis nesse livro. O tipo de cenas que fazem você rir como se você mesmo fosse a protagonista e tivesse ganho a luta ou o tipo de cena em que a descrição é tão boa que você consegue imaginar aquilo acontecendo com você, isso fica bem explícito na parte da tirolesa entre os prédios, tanto no livro quanto no filme aquela é a minha cena favorita!
Talvez a autora não tenha acertado a mão na hora de dividir as partes da narrativa: ela joga algumas informações no começo do livro, mais algumas no meio e joga todo o resto no final do final da trama, o que meio que me causou estranheza a princípio, mas que eu acabei entendo como uma vontade sua de dar uma chacoalhada na história. A  narrativa é tão boa que eu não tive nenhuma dificuldade em imaginar os cenários, coisa quase que inédita em minhas leituras. A descrição da Roth é incrível!
Um livro empolgante, cheio de ação, com personagens legais e protagonistas tridimensionais, Divergente é um livro que agradou e vai continuar agradando muita gente por todo o mundo. Aos fãs de Percy Jackson, esse livro talvez seja uma boa pedida, já que é cheio de obstáculos e coisas do tipo. Um livro que eu não vou esquecer tão cedo!
Abraços,
Gabriel

5 comentários:

  1. Depois de minhas amigas terem me contado o final eu perdi toda a minha vontade de ler a trilogia ¬¬ Adorei a resenha, como sempre! ;D
    Beijos || Unlocked Land ❤

    ResponderExcluir
  2. Eu to loucaaa pra ler esse livro.Eu vi o filme,e me apaixonei,então o livro deve ser melhor ainda!
    http://sonhofuturista.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Essa resenha ta muito boa, eu já li e confesso que o livro me surpreendeu, o filme também!

    Tava super sumido né? Pois é, to de volta! Desculpa, e eu tava morredno de saudades :(
    XOXO :D
    Joven Clube | Clique aqui :)

    ResponderExcluir
  4. Eu quero muito ler essa trilogia, parece ser muito legal. Não sei se o fato do romance entre os protagonistas acontecer de forma rápida pode ser um problema, mas acho isso de "acabei de te conhecer e estou apaixonado" com muita cara de contos de fadas, sabe? Adorei a resenha. Beijos!

    http://frases-perdidas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Eu já li todos os três, e mesmo depois de saber o que acontece, eu continuei a querer ler para saber como e quando acontece, é uma leitura que vale a pena ler, afinal, tem muitos ensinamentos.
    Eu conheci a história pelo filme, e depois fui atrás dos livros. Simplesmente me apaixonei, e tenho orgulho de ter comprado *o*
    Estava lendo os outros comentários, e acho que a maioria das garotas se apaixonariam pelo Four/Tobias, por muito motivos. Por ele ser inseguro, por ser solidário como um lobo... Muitas características, o tornam admirável. Mesma coisa acontece com Tris, ela é uma garota batalhadora, que apesar de ser apaixonada por Tobias, não é dependente dele. Me apaixonei tanto por essa história, que apesar de ser apenas uma história, eu consigo enxergar as facções na cidade. Só não existe muita guerra e tal..

    Estou in love com este blog ♥
    Li ACEDE por causa de vocês :p kkkk

    ResponderExcluir

Fala galera! Vamos conversar um pouco sobre os comentários?

-> Eu adoro ler comentários, sério, gosto muito, mas a gente que é blogueiro percebe quando a pessoa leu o conteúdo do post e quando ela não leu. Por mais que você esteja comentando, a gente percebe que você não leu o post e isso não é muito legal, então comente coisas coerentes ao post, por favor, respeito quem escreveu o conteúdo lendo e comentado coisas inteligentes, comentários com "que legal! Comente no meu blog" não são legais.

-> Se você tem um blog de qualquer gênero, vou adorar conhecer. Talvez não vá lá no dia em que você comentou, ou no dia seguinte, mas mais dia menos dia vou conferir lá, e se você seguir o meu, eu sigo se volta sem nenhum problema!

-> Sem ofensas, por favor. Nunca passei por nenhum constrangimento durante o período de existência do blog e nem quero passar, então respeito é bom e todos gostam.

Comentem à vontade!
Abraços,
Gabriel