3 de agosto de 2014

#HappyEstherDay

Hoje não é somente mais um domingo normal, mas sim um dia extremamente especial, isso porque em 3 de agosto de 1994 nasceu uma estrela que iluminaria a vida de muita gente durante a sua jornada e transformaria a vida de muitas outras pessoas. Seu nome? Esther Grace Earl, hoje em dia conhecida como A Estrela que Nunca vai se Apagar. Eu poderia passar horas falando sobre a Esther aqui, mas prefiro não; mesmo para quem não é emocional a história dela dá um pouco de vontade de chorar, e prefiro não o fazer no dia de hoje, então vou falar só um pouco sobre ela e sobre como ela era extraordinária.
Como já disso, Esther nasceu no dia 3 de agosto de 1994 em Beverly, Massachusetts, ela foi muito amada desde o minuto em que souberam que ela viria ao mundo. Esther sempre foi muito simpática e criativa. Com o tempo, Esther passou a ler avidamente passou a escrever também, seu sonho era ser uma escritora quando crescesse, e tinha potencial para isso. Mas em 2006, quando moravam na França, a família Earl recebeu a pior notícia de suas vidas: sua linda filha e resplandecente tinha, em pleno os seus 12 anos, um câncer de tireoide que já havia se alastrado por todo o seu corpo e se instalado nos glândios linfáticos, apresentando o câncer em uma forma muito avançada, onde era mais difícil de conseguir a cura.
A empatia de Esther, já nitidamente visível, ficou clara no dia em que ela passou uma porção generosa de filtro solar no rosto de Graham. Quando ele começou a chorar porque havia entrado um pouco de creme nos olhos, Esther logo interveio
— Não, Graham, está vendo, não dói nada!
E passou filtro nos próprios olhos para mostrar a ele. Os dois acabaram chorando de dor e saíram correndo para buscar ajudar!
Esther AMAVA Harry Potter e o citado mudou de formas muito diferentes a sua vida, lhe apresentando aos melhores amigos que ela viria a ter em toda a sua vida. Em 2009 ela foi para um evento para fãs do bruxo e conheceu, de forma inusitada, o escritor e vlogueiro John Green, tão amado por ela e por uma geração de leitores da atualidade. Eles desenvolveram uma grande amizade que foi muito importante para ambos, afinal, sem esse encontro, nunca teríamos os nossos queridos Gus Waters e muito menos a Hazel Grace, mais uma vez Harry Potter vem se provando importante na vida de muitos!
A Esther também amava gatos, Doctor Who e nunca pôde ter um relacionamento amoroso, fato que ela ironiza durante todos os seus registros. Ela tinha uma capacidade absurda de fazer amigos e também de fazer com que todos a amassem, ela não era uma anja e nem um ser de outro mundo: era um ser-humano, tinha defeitos, mas também tinha virtudes, grandes virtudes, virtudes que mudariam a vida de muitos e que fariam diferença na sua própria.
Em 25 de agosto de 2010, aos 16 anos, Esther faleceu, deixando um vazio no coração de muitos e deixando todos extremamente tristes. Quando recebeu a gravidade da doença, John Gren ligou para o seu irmão, Hank e eles concordaram em criar um feriado em homenagem à Esther e que ela poderia escolher o que seria celebrado nesse dia (3 de agosto). Depois de muito pensar, Esther decidiu que queria que nesse feriado fosse celebrado, simplesmente, o amor, não o amor romântico, que já tem vários feriados., mas os tipos de amor pouco valorizados na nossa sociedade: o amor de amigos, dos pais e dos colegas. Por isso hoje é o dia de dizer a todos que você ama o que você os ama, um dia para o amor, um dia para lembrar da Esther, nunca esqueça de dizer a todos que você ama o que você sente.
É muito difícil falar sobre ela em um pequeno post, por isso acho que fico por aqui, se você quiser saber um pouco mais sobre essa pessoa mais do que extraordinária que foi a Esther, você pode ler o livro A Estrela que Nunca vai se Apagar, já lido por mim e o qual a resenha vai sair nessa terça-feira, dia 5, fiquem ligados no blog!
Abraços,
Gabriel

5 comentários:

  1. Esta garota é um exemplo de superação... Gostei muito da postagem, super completa e informativa.
    Parabéns pelo seu blog, ele é lindo.
    Abraço, www.likelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. A Esther deveria ser uma pessoa fantástica, eu mesma gosto muito dela, mesmo depois da morte. Mas, como o John Green mesmo diz, ela é uma Estrela Que Nunca Vai se Apagar. :') #HappyEstherDay
    Beijos || Unlocked Land ❤

    ResponderExcluir
  3. Esther é um exemplo para todos, o modo como ela amava sua família e amigos incondicionalmente é algo simplesmente espetacular! Eu conheço a história dela desde antes dela morrer e já acompanhava a vida dela pelas postagens que os pais faziam em um site que hoje eu acho que não existe mais. Ela é muito incrível e é com certeza uma estrela que nunca vai se apagar! *chorando um pouco*
    Beijos - Anna

    ResponderExcluir
  4. Ela escrevia muito bem, pena que não viveu o bastante para publicar um livro :/ O post ficou ótimo. Flw
    Thiago

    ResponderExcluir
  5. Não sabia muito sobre a Esther, apesar de ter lido ACEDE.
    Gostei muito do post, bastante informativo sobre a personagem, adorei. Um exemplo de vida.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir

Fala galera! Vamos conversar um pouco sobre os comentários?

-> Eu adoro ler comentários, sério, gosto muito, mas a gente que é blogueiro percebe quando a pessoa leu o conteúdo do post e quando ela não leu. Por mais que você esteja comentando, a gente percebe que você não leu o post e isso não é muito legal, então comente coisas coerentes ao post, por favor, respeito quem escreveu o conteúdo lendo e comentado coisas inteligentes, comentários com "que legal! Comente no meu blog" não são legais.

-> Se você tem um blog de qualquer gênero, vou adorar conhecer. Talvez não vá lá no dia em que você comentou, ou no dia seguinte, mas mais dia menos dia vou conferir lá, e se você seguir o meu, eu sigo se volta sem nenhum problema!

-> Sem ofensas, por favor. Nunca passei por nenhum constrangimento durante o período de existência do blog e nem quero passar, então respeito é bom e todos gostam.

Comentem à vontade!
Abraços,
Gabriel