1 de julho de 2014

Resenha - A Elite

Título: A Elite
Autor: Kiera Cass
Editora: Seguinte
Páginas: 354
Classificação: 5|5
Onde Comprar: Saraiva

Sinopse:
A Seleção começou com 35 garotas. Agora restam apenas seis, e a competição para ganhar o coração do príncipe Maxon está acirrada como nunca. Só uma se casará com o príncipe Maxon e será coroada princesa de Illéa. Quanto mais America se aproxima da coroa, mais se sente confusa. Os momentos que passa com Maxon parecem um conto de fadas. Quando ela está com Maxon, é arrebatada por esse novo romance de tirar o fôlego, e não consegue se imaginar com mais ninguém. Mas sempre que vê seu ex-namorado Aspen no palácio, trabalhando como guarda e se esforçando para protegê-la, ela sente que é nele que está o seu conforto, dominada pelas memórias da vida que eles planejavam ter juntos.
America precisa de mais tempo. Mas, enquanto ela está às voltas com o seu futuro, perdida em sua indecisão, o resto da Elite sabe exatamente o que quer — e ela está prestes a perder sua chance de escolher. E justo quando America tem certeza de que fez sua escolha, uma perda devastadora faz com que suas dúvidas retornem. E enquanto ela está se esforçando para decidir seu futuro, rebeldes violentos, determinados a derrubar a monarquia, estão se fortalecendo — e seus planos podem destruir as chances de qualquer final feliz.


Resenha:
A resenha de hoje é do livro A Elite, continuação do livro A Seleção, escrito pela Kiera Cass e lançado aqui no Brasil pela editora Seguinte. A Seleção se afunilou e passou a ser A Elite, apenas 6 garotas continuam no castelo lutando pelo coração do príncipe e agora Aspen virou um guarda no palácio, passando a ver America com mais frequência, o que só fez com que ela ficasse mais confusa ainda sobre seus sentimentos. 
O Amor é um medo belo.
Após um tempo, ela está decidida sobre qual dos dois ela quer: o guarda ou o príncipe. Mas essa indecisão é abalada quando algo terrível acontece no castelo e vira sua vida de cabeça para baixo, ao mesmo tempo os rebeldes aumentam seus ataques e ganham força, o que faz com que o castelo vire um lugar perigoso e faz com que talvez o coração de Maxon não seja o mais certo a brigar, afinal, America quer ou não ser uma princesa? Se sim, será que ela tem o que é necessário? Um livro empolgante que fará você ficar super curioso para saber qual será a grande decisão da America.


A escrita da Kiera continua semelhante à do primeiro livro, porém ela consegue escrever de modo mais romântico ainda nesse segundo volume, além disso, ela já começa o livro cheio de ação e o final não é diferente, se comparado ao A Seleção, esse livro é bem mais agitado e ela soube muito bem como encaixar reviravoltas sem deixá-las forçadas dento da trama, fazendo com que o livro tenha um ritmo ótimo, que faz com que o leitor não queia pausar a leitura e fique curioso para saber o que vai acontecer na próxima página, ou que besteira que a America vai fazer, já que essa é a especialidade dela!
No primeiro livro eu já estava um pouco irritado com a America, mas nessa continuação ela consegue ser pior ainda, me tirando do sério por ser muito chata e burra, mas isso não atrapalhou minha leitura, só lhe rendeu alguns xingamentos por minha parte durante a leitura. Consegui em certos pontos até entendê-la, já que tem toda a confusão no coração dela e esse tipo de coisa, mas ela toma algumas atitudes totalmente "sério?", que dão vontade de entrar no livro e puxar os cabelos dela mandando-a parar.  
— Como é Amar? — perguntou May.
Parte de mim ficou magoada. Por que ela nunca tinha me perguntado isso? Depois, me lembrei: para May, eu nunca tinha amado.
Lucy abriu um sorriso triste.
— É a coisa mais maravilhosa e terrível que pode acontecer com você — afirmou com simplicidade. — Você sabe que encontrou algo incrível e quer levá-lo para sempre consigo. E um segundo depois de ter aquilo, você fica com medo de perder.
No primeiro livro a autora não se aprofundou muito na sociedade distópica criada na trama, coisa que ela fez nesse segundo volume de forma excelente. Aqui começamentos a entender um pouco mais sobre como Illéa foi formada, sobre as castas e coisas do tipo, o que com certeza vai agradar muitos leitores que ficaram doidos por mais explicações ao ler o primeiro livro. Além disso, a presença dos rebeldes nesse segundo volume é maior do que em A Seleção, o que gera momentos de tensão que vão deixar qualquer um com mais vontade ainda de saber o final de toda essa trama.
Logo no final da trama conhecemos o maior e novo vilão da história, quem achou que seriam os rebeldes se enganou, porque quem vai atrapalhar a vida da America (ainda mais) é alguém inesperado, que promete atormentá-la ainda mais no próximo e último volume da trilogia (que eu já li e adorei). Ele é um vilão realmente amedrontador e perigoso, o que é um ponto positivo para a Kiera Cass, que soube desenvolvê-lo muito bem!
— Somos confusos, não acha?
— Muito
— Às vezes, sinto que somos um nó complicado demais de desfazer.
— É verdade — concordei. — Muito de mim está atado em você. Me sinto meio perdida sem você.
Nesse livro o Aspen tem mais espaço para com a America, já que vai para o castelo ser guarda, eles passam a se ver mais, o que só confunde mais ela e a deixa mais confusa em relação aos seus sentimentos, resultando em mais parágrafos e parágrafos de como ela está confusa. Mas o fato de eles terem de se encontrar escondidos e estarem constantemente com o medo de ser pegos deu um gosto a mais à leitura, eu fiquei ligado a todo o momento esperando alguma coisa acontecer e essas coisas aconteceram no tempo certo, sem exageros e nem faltas! Além da confusão com o Aspen, ainda há outra coisa com que America precisa se preocupar, e se ela se declarar para Maxon e ele escolher alguma das outras cinco concorrentes?
Um livro eletrizante, cheio de reviravoltas empolgantes e momentos de tensão,  A Elite conta com personagens bem criados e uma protagonista irritante, além de cenas de "ficar na ponta do sofá" que renderão muitos suspiros de alívio para todos que lerem o livro, mas não pensem que tudo vai dar certo no final, afinal, pra America nada é muito fácil!
Abraços,
Gabriel

Um comentário:

  1. Iai xará :)

    Quando vi sua resenha corri para saber sua opinião. Essa série entrou na lista das minhas preferidas e concordo com tudo o que você disse. Abraços!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Fala galera! Vamos conversar um pouco sobre os comentários?

-> Eu adoro ler comentários, sério, gosto muito, mas a gente que é blogueiro percebe quando a pessoa leu o conteúdo do post e quando ela não leu. Por mais que você esteja comentando, a gente percebe que você não leu o post e isso não é muito legal, então comente coisas coerentes ao post, por favor, respeito quem escreveu o conteúdo lendo e comentado coisas inteligentes, comentários com "que legal! Comente no meu blog" não são legais.

-> Se você tem um blog de qualquer gênero, vou adorar conhecer. Talvez não vá lá no dia em que você comentou, ou no dia seguinte, mas mais dia menos dia vou conferir lá, e se você seguir o meu, eu sigo se volta sem nenhum problema!

-> Sem ofensas, por favor. Nunca passei por nenhum constrangimento durante o período de existência do blog e nem quero passar, então respeito é bom e todos gostam.

Comentem à vontade!
Abraços,
Gabriel