27 de julho de 2014

Resenha de Filme - Juntos e Misturados

Juntos e Misturados é uma “comédia romântica” estrelada por Adam Sandler e Drew Barrymore, que já trabalharam juntos nos filmes Como se Fosse a Primeira Vez (2004) e Afinado no Amor (1998). Jim (Adam Sandler) é um viúvo atrapalhado, que trabalha como vendedor em uma loja de artigos esportivos, que cria suas três filhas sozinho e as trata como meninos e não entende as suas necessidades de meninas. Lauren (Drew Barrymore), que se separou há pouco tempo devido às traições do marido, é mãe de dois, e tem dificuldade em lidar com as coisas de meninos, sem contar que eles vivem lhe dando trabalho devido à ausência do pai, ela é sócia de Jen (Wendi McLendon-Covey), com quem trabalha como organizadora de armários.

Jim e Lauren tem um encontro às cegas que é um verdadeiro desastre, depois do qual desejam nunca mais de ver, e eles ainda tem um coincidente encontro em uma loja de conveniência no qual tem a plena certeza de que não dão certo mesmo. Com a aproximação de um feriado prolongado, mais um furo do ex-marido da Lauren em levar seus filhos pra um programa legal e as reclamações das filhas de Jim que não querem mais uma vez simplesmente acampar no quintal, ambos tentam fazer algo novo, mas nem imaginam que o acaso iria juntá-los novamente.
 
Quando a sócia de Lauren, a Jen (Wendi McLendon-Covey), desiste de uma viagem à África com o namorado e seus cinco filhos, surge a oportunidade para que Lauren desfrute do passeio ao lado de seus dois filhos Brendan (Braxton Beckham) e Tyler (Kyle Red Silverstein). Mas, ela não sabia que o namorado de Jen também era dono da loja onde Jim trabalhava e, que, também tinha negociado o Ou seja, Jim e suas três filhas encontram Lauren e seus dois filhos em um resort de luxo para famílias na África, tendo que dividir as mesmas dependências durante uma semana.
A atração entre eles cresce à medida que os filhos dela vão se envolvendo com ele, e as filhas dele vão se envolvendo com ela. E é aí que começa o desenrolar do filme que me rendeu muitas e muitas escandalosas gargalhadas. Não poderia deixar de falar das várias e divertidas aparições do Terry Crews (o “Julius”, o pai do Chris, do seriado Todo Mundo Odeia o Chris) que no comando um grupo de homens africanos com roupas coloridas, do nada e de repente, aparecem em várias cenas do filme cantando, dançando e mostrando os músculos, com rebolados engraçados, pra “instigar” as famílias a se unirem, se misturarem, se entenderem e se amarem.pacote de viagem com ele.
 
Mas eu não poderia deixar de enfatizar que, embora seja uma comédia romântica, existem algumas lições de vida nas “entrelinhas” das cômicas cenas do filme, como a de que nunca se deve julgar pelas aparências e  que não se sabe a caminhada que cada um percorreu pra chegar até ali, além  da importância de uma mãe na vida de uma filha e de um pai na vida de um filho, ou seja, os filhos precisam de “pais presentes” e que o amor pode se apresentar de várias formas apaixonantemente diferentes. Super-ultra-mega-power recomendo esse filme pra você, pra sua família e para seus amigos.
Beijokas da Regina.

4 comentários:

  1. Oi Regina :)

    Eu já assisti Juntos e Misturados e, inclusive, postei resenha dele sexta-feira. Em geral, concordo com você, mas não dei uma nota tão alta para o filme, pois algumas coisas me incomodaram. Não nego que é um bom filme. Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que vc gostou da resenha, tambem tive pontos que nao me agradaram tanto, nao gosto muito do Adam Sandler como ator, pode até ser bom comediante, mas como ator deixa a desejar, a Drew supriu a parte fraca com o brilho dela, mas aprendi a aproveitar a parte boa e descartar o que nao gosto sempre que possivel. Beijos querido.

      Excluir
    2. eu amo o Adam Sandler como ator '-'
      Adorei o blog *-*
      parabéns

      Excluir
  2. Obrigada! O filme é horrível estava com preguiça de fazer resenha.

    ResponderExcluir

Fala galera! Vamos conversar um pouco sobre os comentários?

-> Eu adoro ler comentários, sério, gosto muito, mas a gente que é blogueiro percebe quando a pessoa leu o conteúdo do post e quando ela não leu. Por mais que você esteja comentando, a gente percebe que você não leu o post e isso não é muito legal, então comente coisas coerentes ao post, por favor, respeito quem escreveu o conteúdo lendo e comentado coisas inteligentes, comentários com "que legal! Comente no meu blog" não são legais.

-> Se você tem um blog de qualquer gênero, vou adorar conhecer. Talvez não vá lá no dia em que você comentou, ou no dia seguinte, mas mais dia menos dia vou conferir lá, e se você seguir o meu, eu sigo se volta sem nenhum problema!

-> Sem ofensas, por favor. Nunca passei por nenhum constrangimento durante o período de existência do blog e nem quero passar, então respeito é bom e todos gostam.

Comentem à vontade!
Abraços,
Gabriel