1 de junho de 2014

21 Quotes Paquerativos Carregados de Sensualidade de A Culpa é das Estrelas!


Bem,  em homenagem ao mês dos namorados e à estreia do filme desse livro maravilhoso que literalmente ressuscitou meu gosto pela leitura, hoje eu separei os 21 Quotes Paquerativos Carregados de Sensualidade de A Culpa é das Estrelas. Espero que gostem dos quotes!

 Cada sílaba que saía da boca dele flertava comigo. O.k., ele meio que me deixava excitada. Eu nem sabia que garotos podiam me deixar excitada – pelo menos não, tipo, na vida real.” (Pág.23)
Como era belo. Sei que este não é o adjetivo mais usado para elogiar a beleza de um garoto, mas ele era.
- Hazel Grace. – Meu nome soando inédito e muito mais bonito na voz dele. – Foi um prazer inenarrável conhecê-la.
- Igualmente, Sr. Waters – falei.
E fiquei envergonhada ao olhar para ele. Não era páreo para a intensidade daqueles olhos azul-piscina.” (Pág.39) 
Era quase como se (...), estivéssemos juntos numa invisível e tênue terceira dimensão até onde só podíamos ir pelo telefone.”(Pág.71) 
Talvez o.k. venha a ser o nosso sempre.”(Pág.72) 
 –Cara, você é demais – falei para ele.
 – Aposto que diz isso para todos os garotos que bancam viagens internacionais para você – ele retrucou.” (Pág.87) 
Eu estava brincando Hazel Grace. Eu entendo. (Mas nós dois sabemos que o.k. é uma expressão bastante “paquerativa”. Ela está CARREGADA de sensualidade.)”(Pág.98) 
 -Eu estava com saudade de você – o Augustos disse.
Minha voz saiu mais baixa do que eu gostaria.
- Obrigada por não tentar me ver quando eu parecia ter saído do inferno.
- Para falar a verdade, sua aparência ainda não está lá essas coisas.
Eu ri.
- Senti saudade de você também. Só não quero que você veja... tudo isso. Só quero, tipo... Não tem importância. Não é sempre que a gente pode ter o que quer.
- Sério? – ele perguntou – Sempre pensei que o mundo fosse uma fábrica de realização de desejos.
 Acontece que não é esse o caso – falei. Ele era tão belo...” (Págs. 104 e 105)
- Eu vou morrer virgem – falou.
- Você é virgem? – perguntei, surpresa.
- Hazel Grace – ele disse - , você tem uma caneta e uma folha de papel? – Respondi que tinha -  Então t. Desenhe um círculo, por favor. – Desenhei. – Agora faça um círculo menos dentro dele.  – Obedeci. -  O círculo maior representa os virgens. O círculo menor é composto por jovens de dezessete anos com uma perna só.” (Pág. 112) 
- É por isso que gosto de você. Você tem ideia de como é raro encontrar uma gata que use essa versão adjetivada do substantivo pedófilo? Você está tão ocupada sendo você mesma que não faz ideia de quão absolutamente sem igual você é.”(Págs.116 e 117)
Enquanto ele lia, me apaixonei do mesmo jeito que alguém cai no sono: gradativamente e de repente, de uma hora pra outra.” (Pág.118)  
O entusiasmo do Gus era fofo. Não pude resistir e me inclinei para dar um beijo na bochecha dele.”(Pág.137)  
Quando um Gus surpreso, empolgado e inocente emergiu do Augustos Maravilhoso e Adepto de Metáforas, não consegui resistir, literalmente.” (Pág.137)    
 As pessoas sempre acabam ficando insensíveis à beleza.
  Eu ainda não fiquei insensível a você   ele retrucou, sorrindo. Fiquei vermelha.  Obrigado por vir a Amsterdã.
 Obrigada por me deixar sequestrar seu desejo   falei.
  Obrigado por usar esse vestido que é, tipo, "uau".
Balancei a cabeça, tentando não sorrir. Eu não queria ser uma granada. Mas, para falar a verdade, ele sabia o que estava fazendo, não sabia? Era uma questão de escolha para ele também. (Pág. 150)
- Eu estou apaixonado por você – ele disse, baixinho.
- Augustus – falei.
- Eu estou – ele disse, me encarando, e pude ver os cantos dos seus olhos se enrugando. – Estou apaixonado por você e não quero me negar o simples prazer de compartilhar algo verdadeiro. Estou apaixonado por você, e sei que o amor é apenar um grito no vácuo, e que o esquecimento é inevitável, e que estamos todos condenados ao fim, e que haverá um dia em que tudo o que fizemos voltará ao pó, e sei que o sol vai engolir a única Terra que podemos chamar de nossa, e eu estou apaixonado por você.

–  Ah, eu não ia me importar, Hazel Grace. Seria uma honra ter o coração partido por você.”(Pág.161)  
E então, de repente, estávamos nos beijando. Minha mão largou o carrinho de oxigênio, segurou o pescoço do Gus, enquanto ele me puxou para cima pela cintura, me deixando na ponta dos pés. Quando os lábios semiabertos dele encontraram os meus, comecei a sentir uma falta de ar totalmente inédita e fascinante. O espaço à nossa volta evaporou, e por um estranho momento me senti bem no meu corpo; essa coisa estragada pelo câncer que eu tinha passado vários anos arrastando de um lado para o outro parecia, de repente, valer a pena, os tubos no tórax e os PICCs e a incessante traição corporal dos tumores. (Pág.185)
Dei um beijo no Augustus, intenso, imprensando seu corpo contra a parede, e continuei com o beijo enquanto ele vasculhava o bolso à procura da chave do quarto.”(Pág.188)
 Você é muito sexy – falei, minha mão ainda na perna.
– Estou começando a achar que você tem um fetiche por amputados – ele retrucou, ainda me beijando.
Eu ri.
– Eu tenho um fetiche por Augustus Waters – expliquei.
Estou numa montanha-russa que só vai pra cima – falou. 
– E é meu privilégio e minha responsabilidade seguir nessa montanha-russa até o topo com você – retruquei.
– Seria totalmente absurdo tentar fazer amor agora? 
– Tentativa não há – falei. – Fazer é que há.
Parecia que tinha sido, tipo, há uma eternidade, como se tivéssemos vivido uma breve, mas infinita, eternidade. Alguns infinitos são maiores que outros." (Pág. 210)  
Hazel Grace, quando se é charmoso e fisicamente atraente como eu, é fácil demais seduzir quem você conhece. Mas fazer com que completos desconhecidos o amem... isso sim é um desafio.”(Pág.213)  
Beijos,
Regina

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fala galera! Vamos conversar um pouco sobre os comentários?

-> Eu adoro ler comentários, sério, gosto muito, mas a gente que é blogueiro percebe quando a pessoa leu o conteúdo do post e quando ela não leu. Por mais que você esteja comentando, a gente percebe que você não leu o post e isso não é muito legal, então comente coisas coerentes ao post, por favor, respeito quem escreveu o conteúdo lendo e comentado coisas inteligentes, comentários com "que legal! Comente no meu blog" não são legais.

-> Se você tem um blog de qualquer gênero, vou adorar conhecer. Talvez não vá lá no dia em que você comentou, ou no dia seguinte, mas mais dia menos dia vou conferir lá, e se você seguir o meu, eu sigo se volta sem nenhum problema!

-> Sem ofensas, por favor. Nunca passei por nenhum constrangimento durante o período de existência do blog e nem quero passar, então respeito é bom e todos gostam.

Comentem à vontade!
Abraços,
Gabriel