3 de janeiro de 2014

Você sabe o que é ghost-writer?


Olá pessoal! Nesse novo ano de 2014 vou tentar fazer posts mais diversos com assuntos diferentes e hoje decidi falar sobre um assunto muito pouco conhecido, mas que vem crescendo muito atualmente, trazendo polêmicas consigo, estou falando de...
Navegando pela web a gente encontra muitas coisas interessantes, a internet, como diria um tio meu muito querido, é uma fonte inesgotável de conhecimento (se ele não disse isso foi alguém em algum livro, possivelmente Dumbledore, mas não se referindo à internet e enfim),  claro que eu como um blogueiro visito muitos outros blogs que me levam a visitar outros blogs e etc., um dia desses acabei me deparando com a expressão ghost- writer e curioso como sempre fui, corri atrás de uma explicação para essa palavra complicada e descobri o seu significado através da nossa querida wikipédia, ela me disse o seguinte: Escritor-fantasma é como se chama à pessoa que, tendo escrito uma obra ou texto, não recebe os créditos de autoria - ficando estes com aquele que o contrata ou compra o trabalho. Não satisfeito com essa explicação, fui atrás de um site que diz exatamente o que é um ghost-writer e achei um site com o mesmo nome, que dispunha da seguinte definição:
"Ghost writer (escritor fantasma, em português) é a expressão inglesa que designa o profissional de alto nível especializado em prestar serviços de redação de textos a outras pessoas que não têm tempo ou não têm jeito para escrever. ghost writer trabalha silenciosamente, recebe sua remuneração profissional e depois desaparece para sempre (daí a designação de fantasma) mantendo inviolável o segredo de sua participação naquela obra.
A propriedade intelectual da obra fica para a pessoa que o contratou e pagou seus serviços. Ninguém, absolutamente ninguém, fica sabendo que ela utilizou os serviços de um escritor fantasma. É ela que assina o trabalho, que recebe os respectivos direitos autorais, que desfruta da fama e da glória que a obra possa render."
Deu pra entender mais ou menos o que é? Simplificando a parada toda, ghost- writer é simplesmente uma pessoa que escreve um livro e o vende para uma empresa, essa empresa escolhe algum ator ou atriz qualquer para se passar por autor (a) do livro e ganhar toda a fama e os direitos autorais que o livro possa trazer, às vezes não o ghost- writer não é só um, e sim um grupo de escritores.
Há um tempo atrás houve uma polêmica quando a autora da saga Harry Potter, J. K. Rowling foi acusada de ser somente uma atriz contratada por uma empresa para se passar por escritora da tão famosa saga do bruxo mais querido de todos os tempos, quem a acusou foi a diretora de cinema Nina Grünfeld, com a seguinte frase:
"…mas pode uma pessoa ser tão produtiva e comercialmente bem sucedida numa indústria onde nada é coincidência? É possível uma pessoa escrever seis livros densos que são traduzidos para 55 línguas e que vendem 250 milhões de cópias em menos de 10 anos? É provável que então as histórias sejam filmadas e exploradas comercialmente num grau já conhecido sem uma estratégia bem planejada ou jogadores altamente profissionais por trás delas? É possível que J.K. Rowling exista? Bem, quem eles pensam que enganam? Não a mim. (completo aqui)
Depois de sua declaração, várias pessoas passaram a achar o mesmo e foi até feito um episódio de Os Simpsons que eu assisti e adorei, onde Homer se junta com alguns amigos de Spriengfield para escrever uma obra sobre trolls adolescentes que vivem em um mundo mágico (referência à série Harry Potter) e usam Lisa como figura de autora para vender mais, já que ela é uma menina inocente e fofa, o nome do episódio é A Farsa do Livro e conta com uma participação super hilária do Neil Gaiman, ainda no final do mesmo episódio, Lisa descobre que uma de suas autoras favoritas é uma farsa, é inegável que há um semelhança. Para saber um pouco mais sobre esse episódio dos Simpsons, você pode clicar aqui. Eu, pessoalmente, acho que essa Nina tá com inveja do sucesso e da grana da Rowling, afinal, criatividade todo ser humano tem de sobra, não é? Ou será que não?... rs
Abraços,
Gabriel

3 comentários:

  1. Não teria coragem de escrever um livro e deixar que outra pessoa recebesse os créditos por isso, é inacreditável que alguém faça isso. Me desculpe, mas eu acho isso inaceitável. E não acredito que J. K. Rowling é somente uma atriz contratada por uma empresa para se passar por escritora, ela tem criatividade, isso sim.
    Adorei o post, o assunto é ótimo e eu tenho certeza que assim como foi para mim, isso será uma novidade para muita gente.
    bjs
    anjodecereja.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Oiee, Gabriel tudo bem?

    Isso é realmente uma polêmica. Já li até um livro que trata do tema. Budapeste, já ouviu falar? Tem filme também, se não me engano. Acho bem ridículo tanto quem contrata quanto quem aceita se passar por um Ghost. Não acho certo, acho um desrespeito com os leitores. Quanto a JK, não acredito que ela tenha contratado alguém para escrever HP por ela. É fato que quando uma pessoa faz sucesso começam a surgir vários aproveitadores e, com certeza, essa pessoa é uma. Com certeza só falou aquilo para poder ganhar mídia. Mas, assim, tendo lido Morte Súbita, da JK, ela ainda não me convenceu como uma autora além do infanto juvenil. Tô com um pouco de medo de ler O Chamado do Cuco, mas espero que esse livro tire essa impressão de mim.

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  3. Esses casinhos de ghost-writers sempre vão surtir, mas nada tira a credibilidade da J.K. Nem acho que seja inveja. É só uma pessoa à toa mesmo que quer causar e tentar ganhar algo a qualquer custo na justiça.
    Abraço,
    Vinícius - Livros e Rabiscos

    ResponderExcluir

Fala galera! Vamos conversar um pouco sobre os comentários?

-> Eu adoro ler comentários, sério, gosto muito, mas a gente que é blogueiro percebe quando a pessoa leu o conteúdo do post e quando ela não leu. Por mais que você esteja comentando, a gente percebe que você não leu o post e isso não é muito legal, então comente coisas coerentes ao post, por favor, respeito quem escreveu o conteúdo lendo e comentado coisas inteligentes, comentários com "que legal! Comente no meu blog" não são legais.

-> Se você tem um blog de qualquer gênero, vou adorar conhecer. Talvez não vá lá no dia em que você comentou, ou no dia seguinte, mas mais dia menos dia vou conferir lá, e se você seguir o meu, eu sigo se volta sem nenhum problema!

-> Sem ofensas, por favor. Nunca passei por nenhum constrangimento durante o período de existência do blog e nem quero passar, então respeito é bom e todos gostam.

Comentem à vontade!
Abraços,
Gabriel