18 de novembro de 2013

Lançamentos do Mês de Novembro {Intrínseca}


Oi pessoal! Hoje eu vim mostrar pra vocês os lançamentos do mês de novembro da editora Intrinseca. Desse mês eu fiquei muito interessado nos livros Círculo e mal posso esperar pra ler A Queda dos Cinco, tô pensando em comprar agora na pré-venda, mas acho melhor não, porque aqui na minha cidade tá em época de chuva e as correspondências tão chegando molhadas, mas enfim, abaixo vocês vão ver a lista com os livros, as fotos e  endereço para o skoob, além da sinopse de todos os livros, espero que vocês gostem!


1. Círculo Trilogia Engelsfors (Vol. 1), de Mats Strandberg e Sara Bergmark Elfgren 
Lançamento em Novembro. Sucesso editorial na Suécia, o romance se passa em uma cidade rural sueca fictícia e segue um grupo de adolescentes com pouco em comum, que descobrem que são bruxos escolhidos para salvar o mundo de um mal sobrenatural. Os direitos de publicação foram vendidos para 21 línguas diferentes e em 2012 a Random House publicou sua versão, no Reino Unido, intitulada “The Circle“. Uma adaptação cinematográfica já estava em pré-produção, mas problemas entre a produção e os autores fizeram-na não acontecer; atualmente, os direitos mudaram de produtora, e ainda há a possibilidade um filme baseado no romance ir às telonas. {skoob}

2. A queda dos cinco, de Pittacus Lore
John Smith, o Número Quatro, achou que tudo seria diferente quando os lorienos se juntassem. Eles parariam de fugir. Lutariam contra os mogadorianos. E venceriam. Mas Quatro estava errado. Depois de enfrentarem Setrákus Ra e quase serem dizimados, os membros da Garde reconhecem que estão despreparados e em minoria. Escondidos na cobertura de Nove, em Chicago, eles planejam os próximos passos.
Os seis são poderosos, porém não são fortes o suficiente para enfrentar um exército inteiro, mesmo com o retorno de um antigo aliado. Para derrotar os mogadorianos, cada um deles precisará dominar seus Legados e aprender a trabalhar em equipe. O futuro incerto faz com que eles busquem a verdade sobre os Anciões e seu plano para os nove lorienos escolhidos. A Garde pode ter perdido batalhas, mas não perderá a guerra. {skoob}

3. A história do mundo em 100 objetos, de Neil MacGregor
Incontáveis civilizações se sucederam ao longo da história da humanidade e deixaram legados grandiosos, inspirando admiração e espanto mesmo após milhares de anos. Outras foram quase soterradas pelo tempo, restando apenas pequenos vestígios de sua existência. Em A história do mundo em 100 objetos, viajamos de volta no tempo e cruzamos o globo terrestre para ver como o ser humano moldou o mundo e foi moldado por ele nos últimos dois milhões de anos. Resultado de um projeto inovador do British Museum e da Rádio BBC 4, a obra conta a história da humanidade a partir de cem objetos escolhidos no acervo do museu, todos de diferentes momentos da nossa jornada. O historiador Neil MacGregor nos conduz pelos mais variados artefatos que o homem produziu, concebidos cuidadosamente para diversos usos. Apresentando desde as tabuletas de argila para escrever até o onipresente cartão de crédito da atualidade, esse livro é um olhar inusitado e profundamente revelador sobre nossa civilização. {skoob}

4. Eu me chamo Antônio, de Pedro Gabriel
Antônio é o personagem de um romance que está sendo escrito e vivido. Frequentador assíduo de bares, ele despeja comentários sobre a vida — suas alegrias e tristezas — em desenhos e frases escritas em guardanapos, com grandes doses de irreverência e pitadas de poesia. Antônio é perito nas artes do amor, está sempre atento aos detalhes dos encontros e desencontros do coração. Quando está apaixonado, se sente nas nuvens e nada parece ter maior importância, e, quando as coisas não saem como esperado, é capaz de enxergar nas decepções um aprendizado para seguir adiante. Do balcão do bar, onde Antônio se apoia para escrever e desenhar, ele vê tudo acontecer, observa os passantes, aceita conversas despretensiosas por aí e atrai olhares de curiosos. Caso falte alguém especial a seu lado (situação bastante comum), Antônio sempre se acomoda na companhia dos muitos chopes pela madrugada. A mente por trás de Antônio é Pedro Gabriel. Em outubro de 2012, ele inaugurou a página Eu me chamo Antônio no Facebook para compartilhar o que rabiscava com caneta hidrográfica em guardanapos nas noites em que batia ponto no Café Lamas, um dos mais tradicionais bares do Rio de Janeiro. Em seu primeiro livro, Pedro apresenta histórias vividas por seu alter ego, desde a cuidadosa aproximação da pessoa desejada, o encantamento e a paixão, até o sofrimento provocado pela ausência e a dor da perda. Os guardanapos que inspiram milhares de pessoas na internet agora estão reunidos numa caprichada edição, novo lançamento da Intrínseca. {skoob}

5. Destrua este diário, de Keri Smith
‘Wreck This Journal’ é um livro ilustrado que contém uma perturbadora coleção de tarefas que pedem aos leitores que juntem suas melhores habilidades em erros e bagunças para completar as páginas do livro (ou destruí-las). Através de uma série de criativas e ilustradas tarefas, Keri Smith quer encorajar seus leitores em atos “destrutivos” – deixando buracos em páginas, adicionando fotos e estragando-as, manchando páginas com café, pintando fora das linhas e mais – com o objetivo de experimentar o verdadeiro processo criativo. Através da sensibilidade de Keri, leitores são introduzidos a uma nova maneira de fazer arte, descobrindo maneiras de escapar do medo de páginas em branco e entrando completamente no processo criativo. Pagina oficial https://www.facebook.com/destruaestediario {skoob}

6. Ratobúrguer, de David Walliams
Zoe não tem amigos, a madrasta não é nada simpática com ela e seu único companheiro, um hamster, morreu. Para piorar, o pai está desempregado e a valentona da escola vive para atormentá-la. Mas tudo melhora quando Zoe encontra Armitage, um ratinho muito fofo e inteligente, embaixo de sua cama. Um novo vilão, porém, chega à cidade - Burt, um terrível, malvado e assustador vendedor de hambúrgueres que usa carne de rato para cozinhar. Armitage, então, torna-se seu alvo. Cabe a Zoe salvar seu melhor amigo, e ela jamais vai desistir, não importa o que aconteça. {skoob}

7. Grande irmão, de Lionel Shriver
Pandora é uma empreendedora bem-sucedida que vive em Iowa com o marido, Fletcher, um homem de temperamento irritadiço, que nunca consegue relaxar. Edison, irmão de Pandora, antes um conhecido pianista de jazz em Nova York, está completamente falido, sem ter onde morar. Contrariando o marido, Pandora envia uma passagem aérea para o irmão e abre sua casa para hospedá-lo. Depois de quatro anos sem se encontrarem, ela quase não o reconhece quando vai buscá-lo no aeroporto e depara com um homem mais de cem quilos acima do peso. Em casa, os hábitos desleixados de Edison criam um enorme desconforto para Fletcher, até que Pandora decide se comprometer com o emagrecimento do irmão e abdica de tudo para ajudá-lo. Construído com a inteligência e a força impactante de Lionel Shriver, Grande irmão é um livro sobre um assunto ao mesmo tempo social e dolorosamente íntimo. Shriver mostra, sem rodeios, como a obesidade grave pode atingir uma família de modo devastador e nos faz questionar se é possível proteger as pessoas que amamos delas mesmas. {skoob}

8. O mundo do exterminador, de Orson Scott Card (org.)
Orson Scott Card organiza uma série de ensaios sobre sua obra de maior destaque. Aprofundando-se nas complexas questões levantadas em O jogo do exterminador, os textos são escritos por autores com os mais variados backgrounds, desde estrategistas militares até autores best-sellers de literatura infantojuvenil, que discorrem sobre liderança, respeito à alteridade, regras literárias e sobrevivência, entre muitos outros temas. Valiosa adição ao universo da série, essa coleção de ensaios mostra novos aspectos da obra para quem já é fã e aguça a curiosidade de quem ainda não leu, elevando a um novo patamar a discussão sobre o incrível clássico da ficção científica. A adaptação cinematográfica de O jogo do exterminador chega aos cinemas brasileiros em janeiro de 2014, estrelado por Ben Kingsley e Harrison Ford.  {skoob}

Abraços,
Gabriel

12 comentários:

  1. O mundo do exterminador deve ser muito bom.
    Obrigada por seguir meu blog, seguindo o seu :)
    bjs
    anjodecereja.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Mundo do Exterminador também me interessou! O seu blog é ótimo!
      Abraços,
      Gabriel

      Excluir
  2. Bem bacana, lançamentos bastante diversificados... Fiquei curiosa com A história do mundo em 100 objetos.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os lançamentos desse mês foram ótimos! :)
      Abraços,
      Gabriel

      Excluir
  3. Todos os lançamentos estão bem intrigantes *0* Mas o meu desejo especial é Eu me Chamo Antonio ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu me Chamo Antônio tem uma capa incrível! *-*
      Abraços,
      Gabriel

      Excluir
  4. fala sério, esses lançamentos me levam a falência ou ao desejo eterno <3
    Beijos!
    http://www.garotadolivro.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tô no grupo que vai à falência! rs
      Abraços,
      Gabriel

      Excluir
  5. Com tantos lançamentos maravilhosos, fica até difícil saber por onde começar e qual livro comprar!

    Abraços,
    http://www.revolucaonerd.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, sim, é complicado decidir por qual começar!
      Abraços,
      Gabriel

      Excluir
  6. Oie :)

    Quero ler Eu me chamo Antônio e Destruam esse Diário hehehe. Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha curiosidade pelo Eu me chamo Antônio só tá aumentando!
      Abraços,
      Gabriel

      Excluir

Fala galera! Vamos conversar um pouco sobre os comentários?

-> Eu adoro ler comentários, sério, gosto muito, mas a gente que é blogueiro percebe quando a pessoa leu o conteúdo do post e quando ela não leu. Por mais que você esteja comentando, a gente percebe que você não leu o post e isso não é muito legal, então comente coisas coerentes ao post, por favor, respeito quem escreveu o conteúdo lendo e comentado coisas inteligentes, comentários com "que legal! Comente no meu blog" não são legais.

-> Se você tem um blog de qualquer gênero, vou adorar conhecer. Talvez não vá lá no dia em que você comentou, ou no dia seguinte, mas mais dia menos dia vou conferir lá, e se você seguir o meu, eu sigo se volta sem nenhum problema!

-> Sem ofensas, por favor. Nunca passei por nenhum constrangimento durante o período de existência do blog e nem quero passar, então respeito é bom e todos gostam.

Comentem à vontade!
Abraços,
Gabriel