26 de setembro de 2013

Resenha - Olho por Olho

Título: Olho por Olho
Autoras: Jenny Han & Siobhan Vivian
Editora: Novo Conceito
Série: Olho por Olho {burn for burn}
Páginas: 320
Classificação: 4|5
Onde Comprar: Saraiva


Sinopse:
Alguma vez você já quis realmente se vingar de alguém que a ofendeu? Talvez uma ex-amiga que a apunhalou pelas costas, ou um namorado traidor, ou um estúpido da escola que a humilhou desde que você era pequena… Alguma vez você já sonhou em envergonhá-lo na frente de todos? E, então, alguma vez você se uniu com outras duas pessoas para criar um elaborado esquema de destruição e revanche? A maior parte de nós não pode dizer que sim a todas essas perguntas (felizmente). Mas, certamente, todos nós somos capazes de nos identificar com muitos dos sentimentos de Kat, Lillia e Mary em Olho por Olho… No entanto, de um exercício de malícia, de uma simples brincadeira adolescente, o jogo do “aqui se faz, aqui se paga” poderá assumir proporções trágicas, em que até mesmo as leis da natureza vão se dispor, misteriosamente, a acalmar os corações ofendidos. Deixe-se levar por uma genuína história sobre o certo e o errado, o justo e o injustificável e procure entender — se possível — os verdadeiros motivos que transformaram estas três meninas. Dramático, honesto e fascinante, este é um livro que ultrapassa todas as expectativas!

Resenha:
Um dos lançamentos de agosto da editora novo conceito que me fez ficar muito interessado foi o livro Olho Por Olho, da Jehnny Han e da Sioban Vivian, juntas, elas escreveram um livro sobre vingança e o poder que ela tem sobre as pessoas. Falando sobre vingança...
Mary, Kat e Lilian são três garotas que sabem o quanto as atitudes de outras pessoas podem nos chatear, mais que isso, elas três sabem muito bem que há um momento em que não dá mais pra aguentar as zoações, os boatos e todas aquelas coisas horríveis que as pessoas fazem, nesse momento uma pergunta surge na cabeça de todos que passam por isso: Por que o carma ainda não funcionou?! Essas pessoas já não deveriam ter pago pelas suas atitudes?! Com essa pergunta em mente elas começam a elaborar um plano, um plano que irá fazer com que as pessoas que mexem com elas nunca mais cheguem perto delas, só que um plano pequeno pode atingir enormes proporções e vir a causar alguns desastres.
O começo do livro não é muito legal, assim digamos, ele na verdade só não é tão bom porque as autoras apresentam a gente às personagens e nos introduzem à história, ou seja, o começo é lento e não tem muitos: Oh! Ah! Mas no decorrer da história as autoras fazem com que a gente solte algumas exclamações sim.
As três personagens principais me cativaram, a Lilian não me prendeu muito não, mas a Kat e a Mary sofreram um bullying que só de ler já dá pra ter pena delas! As garotas são bem legais, não vou falar muito da história delas porque acho que vale à pena ler e ir descobrindo aos poucos. A trama não foi tudo o que eu esperava, achava que era algo que envolvesse uso de "artes das trevas" como vodu, mas a história não chega a ser pesada a esse ponto, a não ser no final, que as autoras mudam um pouco o rumo da história...
Esse é outro ponto, durante o livro as autoras vão soltando algumas informações sobre atitudes estranhas de uma das três personagens, só que eu pelo menos, não percebi o que elas queriam fazer até terminar de ler o livro e descobrir que realmente uma delas têm uma habilidade um tanto peculiar, mas vi o que elas queriam fazer ao dar essa habilidade à personagem: criar uma continuação, com essa informação que nos é dada no final do livro vemos mil possibilidades para uma continuação, que, na verdade, já foi publicada no exterior com  título Fire with Fire e que pelo que eu li vai ser bem legal e para (pelo menos) minha alegria mais grosso, porque sinceramente achei esse livro meio fino, demorei pouco mais de um dia pra terminar ele, isso porque tinha uma prova no dia seguinte, então acho que a história podia ter sido mais explorada, até porque só começa a ter ação mesmo lá pela página 120 ou 130.
A narrativa é de livro típico ya, isso não me incomoda, eu até gosto, porque tem alguns palavrões e gírias, que, querendo ou não todos os jovens se identificam, então pra você que não gosta de narrativas simples, esse livro não é pra você!
O livro mereceu 4 estrelas por ter me prendido e me feito querer ler mais e pensar na história todo o tempo, além de ter abordado o bullying de uma forma ótima, contando uma história que não me fez chorar, mas me fez ficar meio triste e abalado com o quanto o ser-humano pode ser cruel. Com uma narrativa simples, personagens ótimos, um enredo peculiar e um final incrível, fica minha recomendação de Olho por Olho, e não posso esperar a continuação: Fogo com Fogo. Espero que tenham gostado da resenha!
Abraços,
Gabriel

2 comentários:

  1. Adorei sua resenha! Simplesmente amo livros que têm bulliyng no meio, adoro sofrer com os personagens (tenho problemas), fiquei muito curiosa!
    Beijos,
    Nina

    ResponderExcluir
  2. Sua resenha ficou ótima! Tenho curiosidade para ler esse livro, mas a narrativa ya me incomoda um pouco, então, fico sempre meio receosa, rs.

    Beijos, Gabi Prates
    Palácio de Livros

    ResponderExcluir

Fala galera! Vamos conversar um pouco sobre os comentários?

-> Eu adoro ler comentários, sério, gosto muito, mas a gente que é blogueiro percebe quando a pessoa leu o conteúdo do post e quando ela não leu. Por mais que você esteja comentando, a gente percebe que você não leu o post e isso não é muito legal, então comente coisas coerentes ao post, por favor, respeito quem escreveu o conteúdo lendo e comentado coisas inteligentes, comentários com "que legal! Comente no meu blog" não são legais.

-> Se você tem um blog de qualquer gênero, vou adorar conhecer. Talvez não vá lá no dia em que você comentou, ou no dia seguinte, mas mais dia menos dia vou conferir lá, e se você seguir o meu, eu sigo se volta sem nenhum problema!

-> Sem ofensas, por favor. Nunca passei por nenhum constrangimento durante o período de existência do blog e nem quero passar, então respeito é bom e todos gostam.

Comentem à vontade!
Abraços,
Gabriel