23 de agosto de 2013

Resenha - Easy

Título: Easy
Autora: Tammara Webber
Editora: Verus
Páginas: 305
Classificação: 5|5
Onde comprar: Saraiva


Sinopse:
Quando Jacqueline segue o namorado de longa data para a faculdade que ele escolheu, a última coisa que ela espera é levar um fora no segundo ano. Depois de duas semanas em estado de choque, ela acorda para sua nova realidade: ela está solteira, frequentando uma universidade que nunca quis, ignorada por seu antigo círculo de amigos e, pela primeira vez na vida, quase repetindo em uma matéria. Ao sair de uma festa sozinha, Jacqueline é atacada por um colega de seu ex. Salva por um cara lindo e misterioso que parece estar no lugar certo na hora certa, ela só quer esquecer aquela noite — mas Lucas, o cara que a ajudou, agora parece estar em todos os lugares. A atração entre eles é intensa. No entanto, os segredos que Lucas esconde ameaçam separá-los. Mas eles vão ter de descobrir que somente juntos podem lutar contra a dor e a culpa, enfrentar a verdade — e encontrar o poder inesperado do amor.


Resenha:
Easy conta a história de Jackeline, uma jovem inteligente, bonita e com um futuro promissor. Ela foi repentinamente abandonada por seu namorado, Kennedy, com quem mantinha uma relação há três anos, e essa separação destruiu sua vida, já que ela o acompanhou à faculdade, mesmo não sendo o curso que queria fazer e todos os amigos que Jackeline tinha também eram amigos de Kennedy, esses a abandonam para apoiar o seu ex-namorado. Assim está a vida de Jackeline, um inferno. Ela está em um lugar onde não queria estar, com quase nenhum amigo e está prestes a ser reprovada em uma matéria, coisa que nunca aconteceu antes. Em uma noite, Jackeline vai a uma festa de uma das fraternidades de sua faculdade, lá ela quase sofre um abuso, mas é salva por Lucas, um jovem misterioso que ela até então nunca havia visto antes, mas que começa a mexer com os seus sentimentos...
A partir daí a Tammara vai desenrolar a trama, um romance vai crescer aos poucos entre Lucas e Jackeline, um amor envolvente e difícil. Lucas é muito misterioso, esconde segredos que Jackeline desconhece e que o leitor também desconhece até as últimas 30 páginas do livro. Easy foi o primeiro new adult que eu li e adorei! Há cenas de sexo que são bem desenvolvidas e trabalhadas, mas não são a parte principal da narrativa, como em livros do tipo Cinquenta Tons de Cinza, mas  mais como um plano de fundo, como um resultado do amor crescente entre Jackeline e Lucas. A personagem principal é super envolvente, pelo menos em minha opinião, ela é atraente, insegura e bem, uma garota que todo cara gostaria de namorar. Algo que achei que foi um ponto muito positivo no livro foi o modo como a autora descreveu as cenas de estupro e o modo como soube abordar isso de um jeito real, que seja crível, já li livros que tratassem desse tema, mas nenhum com uma sensibilidade tão grande como esse. Além do mais a narrativa em primeira pessoa deu super certo, ela conseguiu passar as sensações que a personagem passou com maestria!Há uma coisa instantânea no modo como a Jackeline começa a gostar do Lucas, mas creio que isso seja desculpável, já que ele salvou-a de um estupro! Vale à pena falar também da Erin, a melhor amiga da Jackeline que é super legal! A maior parte do livro passei rindo das piadas sem noção dela, ou dos comentários idiotas que ela faz! A leitura fluiu muito rapidamente pra mim, até porque a narrativa da autora é leve, além de o livro ter pouco mais que 300 páginas.
Bem, o livro conta com uma narrativa leve que narra um evento traumatizante e pesado, com uma escrita excelente, Tammara Webber soube contar de um modo super realista a história de Lucas e Jackeline, que descobrem aos poucos que amar alguém pode não ser tão fácil assim... Com certeza o melhor romance que li até agora e um dos melhores livros do ano. Recomendo!
Então é isso gente!
Até a próxima!
;)

4 comentários:

  1. Essa é a segunda resenha que leio desse livro. Saber que ele tá tendo críticas tão boas assim faz com que eu sinta vontade de ler, e me sinta até mal por tê-lo julgado como besta, afinal, eu não esperava nada sério abordado no livro como estupro e tal. E acho que trata também da autoestima, né? A Jacqueline parece ser bem insegura e sofrer uma tentativa como essas... Enfim, ótima resenha!
    http://literallypitseleh.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, sim, depois de ter levado um fora e de ter sofrido um quase estupro ela meio que sente indefesa e sem importância pros outros, mas durante a narrativa ela vai desenvolvendo isso e o livro tem um final ótimo! Obrigado =D
      Abraços,
      Gabriel

      Excluir
  2. Poxa, Jaque é daquelas mocinhas que sofrem e sofrem =/ já tava com dó dela só pela parte de ter terminado com o namorado .. tadinha!
    E o mais legal é que você disse que foi o melhor romance do ano.. ual.. agora deu mais vontade ainda de ler! Vou com certeza comprar.. :DDD
    sua resenha vai me fazer comprar Easy! :)

    Abraços,
    Mari Siqueira
    http://loveloversblog.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Nossa q resenha bacana, deu pena da Jack, o livro aborda um assunto muito sério q é o abuso sexual q culmina nos problemas de baixa-estima da personagem, sem contar com o total abandono no qual ela se encontra e a insegurança e tmb necessidade de um novo relacionamento com o misterioso Lucas.
    Pelo pouco q vc falou de Erin, a melhor amiga da Jack, achei ela muito parecida comigo.
    Acho q vc vai conseguir me fazer comprar esse livro e aquele do orfanato. Bjs gato.

    ResponderExcluir

Fala galera! Vamos conversar um pouco sobre os comentários?

-> Eu adoro ler comentários, sério, gosto muito, mas a gente que é blogueiro percebe quando a pessoa leu o conteúdo do post e quando ela não leu. Por mais que você esteja comentando, a gente percebe que você não leu o post e isso não é muito legal, então comente coisas coerentes ao post, por favor, respeito quem escreveu o conteúdo lendo e comentado coisas inteligentes, comentários com "que legal! Comente no meu blog" não são legais.

-> Se você tem um blog de qualquer gênero, vou adorar conhecer. Talvez não vá lá no dia em que você comentou, ou no dia seguinte, mas mais dia menos dia vou conferir lá, e se você seguir o meu, eu sigo se volta sem nenhum problema!

-> Sem ofensas, por favor. Nunca passei por nenhum constrangimento durante o período de existência do blog e nem quero passar, então respeito é bom e todos gostam.

Comentem à vontade!
Abraços,
Gabriel