17 de junho de 2013

Resenha - Traída

Título: Traída
Autoras: P. C. Cast e Kristin Cast
Editora: Novo Século
Série: House of Nigth
Páginas:331
Classificação: 4,5|5
Onde Comprar:


Sinopse:
Zoey se estabelece na Morada da Noite. Finalmente sente-se incluída e aprende a controlar os seus poderes. Agora ela supera novos desafios, luta contra a morte que se abate sobre adolescentes humanos e sobre a própria Morada da Noite e, de repente, percebe que seu coração e sua alma acabam de ser partidos por uma grande traição. Nesse segundo livro da série House of Night depare-se com novos mistérios, surpreendentes emoções e muita sensualidade.
House of Night é um dos maiores sucessos da atualidade nos Estados Unidos com mais de 3 milhões de livros vendidos em todo o mundo. O primeiro livro, Marcada, vendeu mais de setecentos mil exemplares nos Estados Unidos e já foi reimpresso 28 vezes.
As autoras anunciaram que a série House of Night será formada por 9 livros. O quinto, Hunted, foi publicado no último dia 10 de março nos Estados Unidos.



Resenha:
Hoje trago a vocês uma resenha de segundo livro de série! Bem, Traída é o segundo volume da série The House Of Nitgh, portanto de você não leu o primeiro e tem intenção de ler, acho bom não ler a resenha abaixo, ou se arrisque fugindo dos spoilers, porque são muitos!
Quem leu primeiro ou só a sinopse sabe que Zoey é marcada, ou seja, ela recebe uma marca na testa que diz que ela é uma vampira e tem que se mudar para a Morada da Noite, lá, ela descobre que não é uma vampira comum... (resenha aqui)
Acho que não me lembrei de comentar na primeira resenha da série que os vampiros têm uma sede forte de sangue, (tá mas e daí, todos os vampiros são assim) a grande diferença entre os vampiros normais e os vampiros da morada da noite é que eles sentem prazer sexual em sugar sangue de humanos normais, nesse livro, temos uma visão mais clara do erotismo por trás do livro, então não acho que seja um livro bom para pequeninos!
Nesse livro, o leitor meio que se sente preso ao livro por um bom tempo, na verdade, quando as questões, que são muitas, são levantadas, o leitor não consegue parar de ler e fica até meio decepcionado no final, nem tudo é resolvido. Enfim, como no primeiro livro, Zoey continua sendo perseguida por seu ex-namorado Heath, depois de carimbá-lo ao sugar seu sangue, mas um novo personagem também abala o coração da jovem: Loren, o poeta e professor da Morada da Noite que é muito misterioso... Apesar de todos eles, Zoey ainda mantém o seu relacionamento com o namorado vampiro Erik Nigth. Nesse livro já muita importância nos namoros e relações amorosas de Zoey, o que aconteceria de Erik descobrisse que ela vem se relacionando com outros caras? Será que eles terminariam? Bem, você só vai saber caso leia o livro. Não acho que o título foi escolhido à toa, há realmente uma traição chocante em um certo ponto do livro que faz com que os leitores, pelo menos eu, pensarem seriamente em jogar o livro na parede.
"A escuridão nem sempre equivale ao mal, bem como a luz nem sempre traz o bem." 
Pag. 327
Pessoas confiáveis rodeiam Zoey, ou ela pensa que são confiáveis. Ela finalmente aceitou os seus poderes e o fato de ter poderes maiores que os vampiros normais. Quem já leu o primeiro livro, sabe qque a ex-mais-popular do colégio perdeu esse cargo quando provou ser uma idiota no final do último livro. Sendo a mais poderosa dentre todas, Zoey assumiu seu lugar como líder das Filhas das Trevas.
Apesar de ser ignorada por todos e odiada, até então  pelos leitores, nesse volume da série Aphrodite tem uma atenção especial, um foco a mais, ela mostra que não é só uma vadia, mas que tem um coração por trás de toda aquela vadiagem kk, e vai aos poucos conquistando o leitor e a Zoey. Ouro ponto do livro é a morte, nesse livro ela é abordada como plano quase principal. Forças malíguinas vêm se erguendo, forças que nem Zoey, com todos os seus únicos poderes incríveis poderá deter.Além do mais, morados de Casa da Noite vão desaparecendo constantemente nesse livro, e uma personagem linda e ótima vai embora :´( muito triste que ela teve que morrer, só não vou dizer quem é... haha
Enfim, o que eu realmente achei do livro: foi bom, melhor que Marcada com certeza, as revelações são chocantes e aparecem o tempo todo, dá raiva e vontade de saber o que vai acontecer ao mesmo tempo. O livro é muito bom, achei a diagramação excelente e apesar de ter uma linguagem um tanto bem... jpvial e um tanto feminina, acho que foi legal, até mesmo porque é uma adolescente que narra a história, nesse livro não são encontrados muitos palavrões, mas termos chulos têm de montão. Isso não me incomodou, achei por outro lado até legal, pois existem livro que mostram realmente os pensamentos dos jovens de hoje em dia, uma trama ótima com um clima pesado e ótimo, os personagens continuam demais! Ri muito, fiquei com muita raiva, mas com certeza recomendo!
Então é isso gente!
Até a próxima!
;)

2 comentários:

  1. Adorei Gabriel!
    Fiquei bem interessada na série! Eu só li a série Crepúsculo de vampiros, mas pelo que você falou essa série também parece ser muito legal! Parabéns pelo blog, já estou seguindo!
    Beijos!
    {Nina}

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nina!
      Que bom que gostou da resenha! Nunca li a série Crepúsculo, mas em breve quem sabe não leio! Fico feliz que você gostou do blog, espero crescer mais! Bem, até a próxima, continue comentando!
      Abraços - Gabriel

      Excluir

Fala galera! Vamos conversar um pouco sobre os comentários?

-> Eu adoro ler comentários, sério, gosto muito, mas a gente que é blogueiro percebe quando a pessoa leu o conteúdo do post e quando ela não leu. Por mais que você esteja comentando, a gente percebe que você não leu o post e isso não é muito legal, então comente coisas coerentes ao post, por favor, respeito quem escreveu o conteúdo lendo e comentado coisas inteligentes, comentários com "que legal! Comente no meu blog" não são legais.

-> Se você tem um blog de qualquer gênero, vou adorar conhecer. Talvez não vá lá no dia em que você comentou, ou no dia seguinte, mas mais dia menos dia vou conferir lá, e se você seguir o meu, eu sigo se volta sem nenhum problema!

-> Sem ofensas, por favor. Nunca passei por nenhum constrangimento durante o período de existência do blog e nem quero passar, então respeito é bom e todos gostam.

Comentem à vontade!
Abraços,
Gabriel