27 de maio de 2013

Resenha - Mau Começo

Título: Mau Começo
Autor: Lemony Snicket
Editora: Cia. das Letras
Série: Desventuras em Série
Páginas: 148
Classificação: 4,5|5
Onde Comprar:


Sinopse:
Mau Começo é o primeiro volume de uma série em que Lemony Snicket conta as desventuras dos irmãos Baudelaire. Violet, Klaus e Sunny são encantadores e inteligentes, mas ocupam o primeiro lugar na classificação das pessoas mais infelizes do mundo. De fato, a infelicidade segue os seus passos desde a primeira página, quando eles estão na praia e recebem uma trágica notícia. Esses ímãs que atraem desgraças terão de enfrentar, por exemplo, roupas que pinicam o corpo, um gosmento vilão dominado pela cobiça, um incêndio calamitoso e mingau frio no café da manhã. É por isso que, logo na quarta capa, Snicket avisa ao leitor: "Não há nada que o impeça de fechar o livro imediatamente e sair para uma outra leitura sobre coisas felizes, se é isso que você prefere".

Resenha:
Triste vida essa desses órfãos não é! A vida que os Boodler levavam era normal, Klaus, Violet e Sunny eram três irmãos muito felizes, que tinham uma família feliz e enfim, tinham muita sorte por ter a vida que tinham, até que o inesperado e pior aconteceu, um incêndio matou os seus pais e fez com que os irmãos Boddler, virassem os órfãos Bodler.
Essa é mais ou menos a explicação do plano de fundo da estória, enquanto curtem na praia, os três irmãos são abordados por Senhor Poe, que os dá a notícia de que seus pais morreram. A partir daí, a vida das crianças dá um giro de 180 graus e muda totalmente. Eles são obrigados a passar um tempo com o senhor Poe, que era amigo dos pais dos órfãos, depois, é escolhido o parente com uma boa estabilidade financeira e que more dentro dos limites da cidade para cuidar dos três órfãos, que não podem fazer nada para impedir o inesperado. Eles não sabem, mas o Conde Olaf é um senhor sinistro, que faria de tudo para conseguir a grande fortuna que aguarda a irmã mais velha Violet quando fizer 18 anos, até lá, terão de aguentar as tentativas doidas do conde para roubar a ftortuna da família.
O livro foi ótimo, tem um ótimo plano de fundo e uma estória inovadora. O autor, Daniel Handler, que usa o pseudônimo Lemony Snicket para narrar a estória dos órfãos, tem uma escrita um pouco mais depressiva que o normal, quer dizer, ele não sente pena dos personagens e se a estória precisa de uma emoção, ele sabe como fazê-la ficar emocionante. A série é daquelas enormes, com treze livro, tenho dois, já li um, mas pretendo ler o outro logo logo, até porque o livro é bem pequeno, além de ter uma ótima diagramação e folhas amareladas.
O livro em geral é ótimo, tem ação na medida certa. Mas é um pouco explicativo demais no começo, nada que dificulte a leitura em nenhum aspecto. Se você é pai e está lendo isso, até recomendo esse livro para o seus filho, para jovens leitora é uma ótima opção de, como dizer, start? Sei lá, mas o livro dá gosto pela leitura e você quando acaba, quer mais, isso é uma das melhores coisas em um livro.
Também descobri, que o autor é assim depressivo, porque perdeu sua esposa. Em todos os livros, a dedicatória é para ela, nesse, a frase é assim:

"Para Beatrice-

Querida, adorada, morta"
Por Daniel Handler 
em Desventuras em série

Com essa frase, eu me despeço de vocês!
Foi isso gente!
Até a próxima!
;)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fala galera! Vamos conversar um pouco sobre os comentários?

-> Eu adoro ler comentários, sério, gosto muito, mas a gente que é blogueiro percebe quando a pessoa leu o conteúdo do post e quando ela não leu. Por mais que você esteja comentando, a gente percebe que você não leu o post e isso não é muito legal, então comente coisas coerentes ao post, por favor, respeito quem escreveu o conteúdo lendo e comentado coisas inteligentes, comentários com "que legal! Comente no meu blog" não são legais.

-> Se você tem um blog de qualquer gênero, vou adorar conhecer. Talvez não vá lá no dia em que você comentou, ou no dia seguinte, mas mais dia menos dia vou conferir lá, e se você seguir o meu, eu sigo se volta sem nenhum problema!

-> Sem ofensas, por favor. Nunca passei por nenhum constrangimento durante o período de existência do blog e nem quero passar, então respeito é bom e todos gostam.

Comentem à vontade!
Abraços,
Gabriel