25 de abril de 2013

O Autor e os Livros: Pittacus Lore

Hoje vim fazer mai um "O Autor e os Livros", quem nunca viu nenhum, clique aqui e confira os que eu já fiz! Hoje vim falar de um autor polêmico, Pittacus Lore, a autor dos Legados de Lorien. Já li todos os livros da série e 2 já tem resenha aqui no blog, ainda não fiz do terceiro porque quero relê-lo, mas se vocês clicarem aqui, vocês podem lê-las!




A questão é, minha série favorita é essa, pelo menos até eu ler HP, eu acho a história super criativa e os acontecimentos cativantes, mas a narração do autor é muuito ruim, pelo menos em minha opinião! Ele não sabe muito bem fazer a tão querida descrição, que é um ponto muito importante no livro, ainda mais para quem não tem a mente muito fértil como eu.
 Pittacus Lore é o pseudônimo usado por James Frey e Jobie Hughes. Juntos eles escreveram a série Os Legados de Lorien, traduzida aqui no Brasil pela Editora Intrínseca. Eles fizeram polêmica, quando todos descobriram a farsa que envolvia uma pessoa paga para escrever a série!
Os Autores:

James Frey

James Christopher Frey nasceu em 12 de setembro de 1969 é um escritor americano. Ele foi tema de um escândalo quando alguns investigadores descobriram que os principais elementos deThe Million Little Pieces, um livro de memórias, eram inventadas. Ele se envolveu em uma polêmica  nos Estados Unidos por ter inventado uma boa parte de A million little pieces, supostamente um livro de memórias. A discussão chegou ao programa da apresentadora Oprah Winfrey, que havia recomendado o livro sem saber das mentiras – e ficou revoltada com o autor. O episódio foi um desatre para Frey, que perdeu contratos milionários, viu sua agente pedir demissão e tornou-se um nome maldito no mercado editorial.

Jobie Hughes

Jobie Hughes nasceu em 9 de julho de 1980 é um escritor americano. Hughes nasceu em Renton, Washington, mas a partir dos três anos foi criado em Spencer, Ohio. Em 1998, enquanto estudava Black River High School em Sullivan, Ohio, tornou-se campeão estadual em wrestling, um tipo de luta. Ele freqüentou a Universidade de Ohio através de uma bolsa de estudos, formou-se em 2002, e ganhou um diploma de mestrado em Escrita Criativa da The Columbia University School of the Arts em 2009. Ele, atualmente, vive em Michigan, nos EUA.
-----------------------------------------------------------------------------------------------------
Os Livros:

"Eu Sou o Número Quatro"
"Nove de nós vieram para cá. Somos parecidos com vocês. Falamos como vocês. Vivemos entre vocês. Mas não somos vocês. Temos poderes que vocês apenas sonham ter. Somos mais fortes e mais rápidos que qualquer coisa que já viram. Somos os super-heróis que vocês idolatram nos filmes e nos quadrinhos — mas somos reais. Nosso plano era crescer, treinar, ser mais poderosos e nos tornar apenas um, e então combatê-los. Mas eles nos encontraram antes. E começaram a nos caçar. Agora, todos nós estamos fugindo. O Número Um foi capturado na Malásia. O Número Dois, na Inglaterra. E o Número Três, no Quênia. Eu sou o Número Quatro. Eu sou o próximo."





"O Poder dos Seis"
O planeta Lorien foi devastado pelos mogadorianos, e seus habitantes, dizimados. Exceto nove crianças e seus guardiões, que se exilaram na Terra. Eles são como os super-heróis que idolatramos nos filmes e nos quadrinhos – porém, são reais. O Número Um foi morto na Malásia. O Número Dois, na Inglaterra. E o Número Três, no Quênia. Tentaram pegar o Número Quatro, John Smith, em Ohio, e falharam. Em O poder dos seis, John e a Número Seis se recuperam da grande batalha contra os mogadorianos, de quem ainda fogem para salvar a própria vida. Enquanto isso, a Número Sete está escondida em um convento na Espanha, acompanhando pela Internet notícias sobre John. Ela se pergunta onde estão Cinco e Seis, imaginando se um deles é a garota de cabelo preto e olhos cinzentos de seus sonhos, cujos poderes vão além de tudo o que ela já imaginou, aquela que tem a força necessária para reunir os seis sobreviventes.




"A Ascensão dos Nove"
Antes de encontrar John Smith, o Número Quatro, eu estava sozinha, lutando e me escondendo para continuar viva. Juntos, somos ainda mais poderosos. Mas isso só vai durar até precisarmos nos separar para localizar os outros. Fui até a Espanha em busca da Número Sete e encontrei mais do que esperava: um décimo membro da Garde, que conseguiu escapar vivo de Lorien. Ella é mais jovem que o restante de nós, mas igualmente corajosa. Agora estamos à procura dos outros — de John inclusive. 





-----------------------------------------------------------------------------------------------------
Então é isso gente!
Até a próxima!
:-)

2 comentários:

  1. Você tem noticias sobre um novo livro depois da vingança dos sete e os arquivos perdidos? Agradeço se souber. Também Amo a série. Queria muito que continuasse com os filmes. Estou de dedos cruzados esperando por esse dia. Enquanto isso foco nos livros. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem um sexto livro chegando! O nome dele é The Fate of Ten, que seria algo tipo O Destino de Dez, ou dos Dez, a gente nunca sabe como que a editora vai traduzir! Mas os filmes não vão continuar :( o ator Alex Pettyfer disse que não quer mais fazer filmes para adolescentes. Sacanagem, né? Beijos

      Excluir

Fala galera! Vamos conversar um pouco sobre os comentários?

-> Eu adoro ler comentários, sério, gosto muito, mas a gente que é blogueiro percebe quando a pessoa leu o conteúdo do post e quando ela não leu. Por mais que você esteja comentando, a gente percebe que você não leu o post e isso não é muito legal, então comente coisas coerentes ao post, por favor, respeito quem escreveu o conteúdo lendo e comentado coisas inteligentes, comentários com "que legal! Comente no meu blog" não são legais.

-> Se você tem um blog de qualquer gênero, vou adorar conhecer. Talvez não vá lá no dia em que você comentou, ou no dia seguinte, mas mais dia menos dia vou conferir lá, e se você seguir o meu, eu sigo se volta sem nenhum problema!

-> Sem ofensas, por favor. Nunca passei por nenhum constrangimento durante o período de existência do blog e nem quero passar, então respeito é bom e todos gostam.

Comentem à vontade!
Abraços,
Gabriel